Apreender, Desaprender e Reaprender! Nov21

Escrito por Ricardo Matioli Ligado . Publicado em Cartas de Oração

Olá Parceiros em Missões, 

“Quanto aos nossos, que aprendam a dedicar-se à prática de boas obras, a fim de que supram as necessidades diárias e não sejam improdutivos.” Tito 3:14

Já caminhamos para o final do ano e é incrível como tudo passa de forma rápida e ao escrever nosso informativo temos tanto para compartilhar, mas temos também tanta gratidão em nosso coração, porque Deus tem usado tantas vidas para caminhar conosco e tudo que estamos vivendo neste momento nao seria possível sem suas orações, apoio e cuidado. Todos vocês estão fazendo muita diferença em nossas vidas e oramos para que Deus esteja retribuindo seu apoio, carinho, cuidado e suas orações com muitas bênçãos sobre suas vidas, seus negócios, igreja e família.

Apreender, Desaprender e Reaprender!

CAMINANDO CON JESUSAlvin Toffler disse: “O analfabeto do século 21 não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender”. No entanto, para nós ele não falou nada novo, porque a vida cristã sempre foi assim, pois são grandes os desafios de aprender a viver o cristianismo simples, profundo e transformador que a Bíblia ensina, desaprender os ensinos errados que fomos recebendo ao decorrer de nossa vida e reaprender a andar com Jesus dia a dia pela fé, e guiados pelo Espírito Santo é algo que todos enfrentamos em nossa caminhada diária. Neste retorno ao campo missionário temos sido levados a refletir nestes aspectos, porque em certas fases da vida estes ciclos ficam mais intensos e parece que aprender, desaprender quando estamos em um novo contexto se torna algo mais complicado, pois este conceito de desaprender para reaprender exige tanto de nós que queremos manter nossos velhos costumes, se acomodar com o que já sabemos e achamos que pela nossa experiência de vida não temos mais que desaprender para reaprender. Quando nós deixamos tudo para trás para viver o novo de Deus sabíamos que seria muito mais difícil que o que tínhamos planejado, deveríamos estar dispostos a mudar alguns planos e a realinhar nossos objetivos diante do que o Senhor nos propôs a cada dia. Confesso que viver sem um lugar definitivo para morar, com o mínimo necessário em um porão de uma casa, com um fogão de uma boca e sem geladeira não é uma escolha que fizemos e nem parece que com isto Deus estaria usando este estilo de vida para nos fazer ensinar a desaprender e reaprender. Sim, são momentos assim que eu e a Tina não pedimos para estar, que percebemos que nossas experiências passadas, os países diferentes que já moramos, as situações difíceis que já enfrentamos na vida não nos livram de um novo processo de aprender coisas novas para reaprender de uma forma mais contextual onde o Senhor nos colocou. Não sei como você está vivendo, se você tiver passando por um momento difícil, ou esta em uma situação que não pediu para estar, seja de uma forma mais intensa ou não, aproveite este tempo para Deus te ensinar este processo de aprender, desaprender e reaprender, não se deixe levar por aquilo que é mais cômodo, ou mais confortável e que não lhe dê trabalho, pois em situações confortáveis não crescemos com Senhor. Que Deus também nos abençoe para que nunca tenhamos a soberba de pensar que não temos nada para aprender, desaprender e reaprender em nossa caminhada com Cristo.  

Família

Por causa da misericórdia e graça de Deus estamos bem. Talvez não como queríamos, mas com a certeza de que nada tem nos faltado e que estamos sendo alvos a cada dia da graça do Senhor. Completamos um mês na Espanha e tem sido um grande desafio. Graças ao Senhor estaremos em breve mudando para nossa casa definitiva e foi um processo bem desgastante de encontrar uma casa por várias questões. Mas o Senhor nos abençoou de uma forma maravilhosa e encontramos um imóvel através de um membro de uma igreja de um pastor amigo, que estão reformando e mobiliando para nós. Sabemos que foi difícil o processo porque o Senhor estava preparando um lugar muito especial, em uma localização estratégica para o ministério. Temos outros desafios de documentação de residência, toda uma parte burocrática que se não fosse a paciência e o cuidado da nossa organização missionária seria muito difícil. Enfim, estamos bem e felizes e aos poucos vamos nos organizando como família. Os filhos, noras e netos estão bem com a graça de Deus e a saudade deles já é bem grande, porque estar junto é sempre uma benção, mas estar longe não tem jeito a saudade sempre estará presente. Por favor continue nos cobrindo em oração, por este tempo de adaptação que exige mais de nós, por todas as questões burocráticas e financeiras. Estejam orando por nossos filhos, noras e netos para que Deus continue guardando e abençoando suas vidas.

Ministério

Estamos em meio de um processo de orientação que é muito bom. Neste programa temos aulas de língua e da história da Espanha e de Almería. Como é fundamental conhecer e estudar a cultura, pois não tem como ser relevante sem entender a história, os eventos que tornaram o povo resistentes ao Evangelho e sua origem. Especialmente porque Almería foi fundada em 955 d. C. pelos muçulm nos durante um Calif do de Córdoba. O próprio nome da cidade vem da palavra árabe al-Mariyyah que significa Torre de Vigia. Uma cidade que passou por muitos outros domínios e hoje é uma das principais entradas de refugiados na Europa. Todos os dias chegam as pateras (barcos de refugiados) cheio de pessoas que se arriscam ao atravessar o WhatsApp Image 2021 10 01 at 22.19.35Mar Mediterrâneo nestes barcos infláveis em busca de uma vida melhor. Os que conseguem chegar são resgatados e passam por um processo e tem período de permissão para estarem aqui na Espanha. A chegada deles mudou completamente a cidade e a região, especialmente na questão religiosa. Hoje 15% da população aqui são muçulmanas contra 1.5% de evangélicos. São mais de 110 mesquitas na região contra 15 igrejas evangélicas para uma população de duzentos mil habitantes. Em um bairro perto de onde estamos indo morar tem cerca dez mil africanos, e outras nacionalidades. A região tem mais de 120 nacionalidades e uma das razões que trazem é o trabalho nos invernadeiros, que são estufas para o cultivo de hortaliças que abastecem toda Europa. Estas estufas ocupam uma área de 32 mil hectares e é um mar de plásticos e eles absorvem muita mão de obra e muitos contratam estes refugiados como mão de obra barata.

Com todas estas informações vocês podem perceber que as possibilidades de ministério aqui em Almería são muitas, e a necessidade também é muito grande de obreiros. Visitamos um centro de acolhimento de refugiado também perto de onde vamos morar e nossa organização tem um ministério de resgate de mulheres do tráfico humano. Muitas destas refugiadas e outras mulheres vem para Almería com propostas de trabalho e acabam caindo nestas redes de prostituição. Tem bem poucos trabalhos com estes refugiados e na evangelização de muçulmanos. Se Deus assim permitir iremos desenvolver nosso trabalho com refugiados aqui na região e ajudar a igreja local a alcançar estas muitas etnias de povos não alcançados que estão aqui bem próximos de nós. Também fomos bem acolhidos por uma igreja local, estão cuidando de nós com tanto carinho e eles serão nossos parceiros no trabalho missionário, eles já têm aulas de espanhol para um grupo de mulheres marroquinas e com certeza também poderemos colaborar com o desafio da igreja de alcançar os espanhóis para Cristo. Com todas estas informações queremos poder continuar contando com suas orações e apoio.

Ore para que Deus abençoe este período de orientação e nos dê direção com as possibilidades de ministérios com refugiados. Ore também pela igreja que estamos fazendo parte e pela diferença que eles estão fazendo na vida de tantas pessoas e em especial dos muçulmanos que estão vindo na igreja para aulas de espanhol.

Que o Senhor continue abençoando suas vias, que Ele continue protegendo e fortalecendo suas vidas na fé, na perseverança e no amor por Missões.

Seguimos juntos na Grande Comissão, 

 

Pr. Ricardo, Tina, Matheus, Naomi, Felipe, Moara, Théo & Lucas Matioli
Servindo ao Senhor, razão única de nossas vidas!

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

OBS: Como família missionária, somos responsáveis por levanta o apoio necessário de oração e de sustento financeiro para realização de nosso ministério missionário. Caso queira ser um parceiro de oração ou de contribuição, por favor nos escreva. Contamos com seu apoio!

Para Abençoar nosso Ministério:

logo pix icone 512
   PIX: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

índiceBanco Bradesco (237): Ricardo M Matioli

Agência 560  -  Conta corrente: 112034-4

banco do brasilBanco do Brasil (001) ): Ricardo M Matiol

Agência 3509-2 - Conta corrente: 8355-0


rotapécartadeoracao2021