Quando te Vimos? Dezembro/20

Escrito por Ricardo Matioli Ligado . Publicado em Cartas de Oração

Quando te Vimos?
Olá Parceiros em Missões,
“Senhor, quando te vimos...". Mat 25:37

Ao escrevermos nosso último informativo mensal do ano, mais que compartilhar de nossas vidas e de como Deus tem usado nossas vidas através de todo apoio de todos vocês, queremos agradecer cada parceiro, intercessor e amigos  que mesmo em um ano de tantas adversidades continuam caminhando conosco, nos apoiando, orando e cuidando de nós com tanto carinho. Obrigado por serem benção em nossas vidas.

Quando te Vimos?

moradores de ruaOutro dia ao ajudar um morador de rua fiquei pensando se eu teria visto nele Jesus ou apenas um morador de rua? Confesso que depois de alguns minutos tive que pedir ao Senhor perdão porque o vi apenas como um morador de rua. Se eu tivesse visto Jesus nele, sem duvida nenhuma teria feito muito mais e melhor, pois me lembrei das palavras de Jesus em Mat 25:35-36 “Porque tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; eu era estrangeiro, e vocês me acolheram,  estava nu, e vocês me vestiram; enfermo, e me visitaram; preso, e foram me ver.” Então logo lhe perguntaram: “Senhor, quando te vimos?" Nestes dias está é a pergunta que devo fazer para mim mesmo. Como vejo as pessoas ao meu redor? Olhar para um morador de rua, um doente, um refugiado ou uma pessoa em situação de vulnerabilidade e não ver Jesus é o motivo principal de não nos envolvermos com a missão de Deus. Talvez se entendêssemos quando Jesus disse logo depois no verso 40 que: “Sempre que o fizeram a um destes meus pequeninos irmãos, foi a Mim que o fizeram” minhas ações seriam muito diferentes. Eu não iria mais dar apenas do que sobra em minha casa, não compraria algo inferior ao que eu costumo comprar para mim, ou então eu não daria apenas do que não me é mais útil. Ver as pessoas com os olhos de Deus é o maior desafio que tenho tido em minha vida pessoal com Deus e em minha jornada missionária. Ao olhar as pessoas a primeira coisa que faço é julgar, é exclui-las, é perguntar: Porque esta preso? Porque veio para meu país? Porque anda nu e assim por diante, então meus pré-conceitos me impedem de vê-los como Jesus me ensinou. Estas palavras são para mim, tenho compartilhado com a Tina como estou longe de ser o que Deus realmente almeja para minha vida e como preciso mudar minha visão. Ao estar juntos dos refugiados e imigrantes, o Senhor tem me trazido esta passagem e algo começou a mudar em meu coração com relação a todos. Não faço para eles, mas faço para Jesus por amor e obediência a Ele. A pergunta que lhe faço neste últimos dias do ano é: Você gostaria de ver Jesus? Um dia eu e você perguntaremos ao Senhor: "Quando foi que te vimos, Jesus?" Então Jesus dirá: "Ah, você me viu todos os dias..."

Família

Estamos encerrando o ano bem como família por causa da graça e misericórdia do Senhor. Foi uma ano com muitos desafios, mas de grandes conquistas em nossa família. Louvamos a Deus porque mais uma vez nada nos faltou IMG 1322neste ano e tudo que realmente precisávamos Deus nos supriu. Um ano marcante também porque iremos lembrar de 2020 não como o ano da pandemia e sim o ano em que nosso filho casou. Ter podido estar com o Matheus e a Naomi neste tempo de tantas indefinições e mesmo com as limitações celebrarmos juntos desse momento tão especial para nossa família foi um presente de Deus. Também, estamos na expectativa porque este ano também será marcado e lembrado pela chegada de nosso segundo netinho. Estamos orando e na maior expectativa, mesmo que não possamos viajar neste momento devido as restrições, estamos muito felizes e orando para que Deus abençoe muito sua chegada, a vida da Moara, do Felipe e do Theozinho, oramos para que Deus dirija os médicos, enfermeiras e todos que estarão cuidando desse tempo do bebe e da Moara. Obrigado por caminharem conosco por suas preciosas orações e por se preocuparem com nossa família.

Ministério

Chegarmos ao final de mais um ano muito agradecidos por tudo que o Senhor fez através de nossas vidas junto com cada parceiro. Uma das grandes lições que aprendemos neste ano com relação ao nosso serviço ao Senhor é que nossos planos, estratégias e nossas sabias palavras não estão nem perto de cumprir a Missão que o Senhor nos confiou. O apóstolo Paulo diz em 1 Cor 4:20: “O Reino de Deus não é uma questão de conversa, mas de poder”. Assim podemos dizer que este ano experimentamos mais de Seu poder e menos de nossas estratégias e planos, pois tudo foi mudado e tivemos que nos alinhar aos planos do Senhor. Talvez isto faça desse ano muito mais especial em termos de ministério. Primeiro porque crescemos com a equipe de trabalho com os refugiados  e imigrantes e mesmo com a pandemia conseguimos abrir duas novas frentes em duas cidades brasileiras. Uma em Foz do Iguaçu e outra em Caxias do Sul. Também estivemos mais próximos dos refugiados e imigrantes que em tempos normais, as necessidades e demandas nos levaram a estar mais próximos de cada um deles e em especial da comunidade muçulm@na. Também, neste nosso ano de ministério de cuidado de missionários foram mais intenso que nos outros, embora com a pandemia  não tivemos o privilegio de hospedar missionários e o contato com eles através do Zoom, Google Meeting e WhatsApp foram bem maiores. Na verdade, descobrimos neste ano que existem muitas ações em nosso ministério que elas se tornaram mais hibridas, no sentido de atividades presenciais e remotas, nos levando assim como todos a nos adaptar a nova realidade e sermos mais efetivo no servir seja missionários, refugiados, imigrantes e também a igreja de uma forma geral.    

ED3879D3 3FA1 4FC7 9CAE CE67F50B6C1ENeste mês tivemos o foco na campanha de Natal do Refugiado e nosso coração transbordou de gratidão e alegria. Porque fomos surpreendidos pela generosidade de nossos parceiros e amigos que com todo apoio e carinho nos deram o privilégio de abençoar muitos refugiados e imigrantes em nossa região. Nós conseguimos arrecadar tudo que precisávamos para esta campanha em apenas quatro dias e podemos servir cada refugiado e imigrante com algo muito especial neste mês de dezembro. Algo bem diferente do que já temos feito desde março por conta da situação do COV1D. Foi diferente porque este ano não tivemos uma grande festa com todos eles juntos, não trouxemos eles para nossa casa como no ano passado e não fizemos fotos deles. No entanto, não deixamos de surpreende-los e estivemos visitando cada um em sua casa, em seu cômodo, em seu abrigo, este foi um diferencial muito grande, porque eles amam nos receber e esta é a maior mensagem de Natal: Jesus visitando os excluídos e vulneráveis e trazendo uma palavra de esperança e de que o Emanuel é conosco. Ao visitar cada um deixamos claro que estas ações não eram nossas e sim de grupo de irmãos, irmãs e igrejas que se uniram para abençoar suas vidas e trazer nestes dias de final de ano um pouco mais de alegria, esperança e o amor de Deus que é nosso bem maior.  Não temos palavras para expressar nossa gratidão por todos que nos ajudaram e fizeram diferença para estas vidas e com certeza um dia ouvirão do Senhor: “estava triste e você me encorajou, estava com fome e você me deu muito mais que comida, estava me sentido sozinho nesta país e você me fez sentir acolhido, estava sem esperança e você me trouxe esperança e me fez sentir amado. parte de seu país. Glória a Deus por todos vocês!

Que neste final de ano o Senhor esteja te abençoando muito e você tenha um ano novo de 2021 cheio da presença de Deus e da convicção que Ele vai te usar e você será benção para muitas famílias da terra. Feliz Ano Novo!

 

Pr. Ricardo, Tina, Matheus & Naomi, Felipe, Moara & Théo & Baby Boy Matioli
Servindo ao Senhor, razão única de nossas vidas!

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

OBS: Como família missionária, somos responsáveis por levanta o apoio necessário de oração e de sustento financeiro para realização de nosso ministério missionário. Caso queira ser um parceiro de oração ou de contribuição, por favor nos escreva.

Para Abençoar nosso Ministério:

Nos envie um e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Oferta Online através do PagSeguro, Boleto, PayPal:

http://sa.aimint.org/como-participar/contribuindo/miss_83

Ofertas através de ofertas mensais pelo cartão de credito:
30,00 - http://pag.ae/7UrSawJNR
50,00 - http://pag.ae/7UrSb3aHH
75,00 - http://pag.ae/7VZ7vW3S8
100,00 - http://pag.ae/7UrSc2FhR
150,00 - http://pag.ae/7UrScmjw2
200,00 - http://pag.ae/7VZ7wnkM4